:::: MENU ::::

  • Fev 22 / 2014

Missão

Nenhum obstáculo é grande de mais. 109 anos de uma mais do que improvável e magnificente história comprovam-no. No dia 28 de Fevereiro de 1904, 24 predestinados estariam longe de imaginar o alcance que o seu sonho viria a ter, transformando-se numa identidade partilhada e vivida por milhões, sem discriminação de qualquer ordem.

A mobilização de adeptos, natural, potenciada por uma comunhão de valores e princípios presentes desde a Fundação, em prol do mesmo interesse, não só construiu a maior Instituição do País como a elevou a patamares jamais vistos, dentro e além fronteiras. As dificuldades fortaleciam-nos, a união engrandecia-O. O Benfica tornou-se mais do que um Clube.

Parte significativa da história do Benfica desde o final do século passado foi de uma imensa capacidade de adaptação à mudança e de uma infinita resistência às dificuldades que se lhe depararam. Porque, durante esse tempo, nunca perdeu a sua identidade e nunca deixou de ser fiel aos princípios fundadores que o tornaram numa referência nos piores e nos melhores momentos desta transformação por que o mundo atravessou.

Foi precisamente quando se permitiu que se traíssem e violassem estes baluartes Benfiquistas que o Clube cedeu ao que nunca antes tinha cedido e entrou no que nos parece uma interminável procura da sua essência. Esta responsabilidade foi e é nossa, da massa adepta, dos indivíduos humanos que somos, sujeitos e predicados de todas estas transformações, das quais resultou a mais complexa e decisiva crise: a crise de valores.

Não há caminho para a Glória que não seja o da prossecução de um ideal. Não há garantia para a eternidade que não seja a entrega da alma no esforço de uma luta. A maior e mais bem sucedida mobilização é aquela que é feita com e por amor, sentido de pertença e identificação a algo. O que nos mobilizou foi tudo isto que, numa palavra, se designa por Benfica.

Por e para o Benfica, 25 indivíduos, com a mesma ambição, sonharam que seria possível esta luta. Idealizaram que seria possível partir para uma mobilização de milhares que, tal como nós, buscam o reencontro com o Benfica, o princípio e o fim de tudo, movidos pela Mística Benfiquista.

Conscientes de que apenas a partir da união se poderá aspirar ao fim maior, a nossa acção passará pela procura incessante de formas e meios que promovam o envolvimento dos sócios, adeptos e simpatizantes na vida do Benfica, de forma activa e ambiciosa. Só nós, que amamos este Clube, juntos, de forma responsável, solidária e dedicada, poderemos aspirar a elevar o Benfica ao patamar que merece ser elevado e de onde nunca deveria ter saído, honrando todos os ases que nos honraram no passado.

Contamos com todos, todos os que queiram juntar-se no que consideramos como missão. P´lo Benfica.

E PLURIBUS UNUM!

loading